Trono da cidade

agosto 28, 2008

Trono da cidade

Frente à toada do mar
Num balanço transparente
Vejo patos cirandar
Numa fila docemente.

O ensaio vai começar.
Faz-se em mim fogo ardente;
Há um som que faz vibrar
Uno coração que sente.

E nas portas da cidade,
Abertas em simultâneo,
Num solo extemporâneo…

Há degraus, humanidade,
Gestos dágua, magia:
Há amor, junto à baía!

Azoriana

Anúncios